Recomendação de atividades para crianças com autismo

Neste post iremos te indicar atividades que estimulam o desenvolvimento de uma criança com autismo.

Para cada atividade que iremos fazer é preciso definir os principais pontos, eles são: Meta Principal (o que você deseja que a criança atinja com a atividade) , o papel do adulto e o papel da criança. Definido os pontos vamos para a recomendação da primeira atividade.

1ª Atividade: Fazendo historinha

Meta Principal: Acompanhar e entender a narração de uma historinha e participar dela.

Papel do Adulto: Contar uma historinha para a criança com um livro personalizado. Utilizar expressões faciais, corporais e de voz encenando a historinha para deixar a criança mais envolvida. Oferecer as opções em cartão para que a criança complete a história

Papel da Criança: Interagir com a historinha escolhendo os cartões que irão completar cada trecho dela.

Para esta atividade você precisará Confeccionar um livro personalizado utilizando papel de tamanho A3 e deixe espaços em branco no texto para que cartões possam ser encaixados de forma a completar a história. Confeccione de 2 a 4 cartões diferentes como opções para cada espaço em branco. Os cartões podem conter apenas fotos/desenhos, conter fotos/desenhos e palavras, ou apenas palavras, dependendo do estágio de desenvolvimento das habilidades cognitivas de sua criança. Plastifique tanto o livro como os cartões e cole um fita de Velcro no verso dos cartões e nos trechos em branco do livro para que os cartões possam ser encaixados desta forma. Abaixo um exemplo de história e de cartões:

 

Link para um modelo de livro: https://bit.ly/2My3F8F 

2º Atividade: Conversando com o papagaio curioso

Meta Principal: desenvolver a comunicação verbal da criança fazendo-a interagir diante perguntas que envolvem “quem”, “o que”, “qual”, “onde” e “por que”.

Papel do Adulto: Um adulto narrará a historinha divertida e envolvente e o outro adulto irá interpretar o papagaio curioso utilizando um fantoche e incentivando a criança fazer perguntas

Papel da criança: De acordo com a historinha e o incentivo dos adultos a criança será estimulada a responder perguntas e continuar atenta.

Para está atividade um dos adultos explica, de forma animada, para a criança  que ele vai contar uma história. Então ele começa a contar e a encenar uma história simples e engraçada envolvendo o personagem predileto da criança. Enquanto isso, o segundo adulto acompanha a criança, ouvindo com ela de forma atenta e empolgada a história que está sendo contada. Quando a criança encontra-se altamente envolvida, demonstrando interesse através de olhares, sorrisos, gestos, sons ou palavras, o segundo adulto pegará o papagaio curioso (fantoche ou uma pelúcia) e passa a solicitar que a criança responda a uma pergunta simples, objetiva e direta envolvendo “quem”, “o que”, “qual”, “onde” ou “por que”. A solicitação é um convite entusiasmado e engraçado, e não uma ordem. Os adultos estimulam a criança a responder a pergunta feita pelo papagaio curioso e voltam a realizar a ação desejada por ela (continuar contando e encenando a história com o personagem favorito da criança). Desta forma, os dois adultos mostram para a criança a função de sua comunicação verbal e a importância de respondermos às perguntas das outras pessoas.

3ª atividade: Treinando nome, numeração e cores

Meta principal: Utilizar materiais interativos para desenvolver habilidade cognitiva da criança.

Papel do adulto: O adulto aqui servirá de instrutor onde vai guiar, de forma lúdica, a criança a reconhecer e colocar a numeração na ordem correta, separar os objetos por cores e conseguir montar o próprio nome.

Papel da criança: Interagir com os objetos e participar da atividade com atenção.

Para a atividade de numeração é preciso blocos com números ou papeis com as numerações plastificados e com fita de velcro. Com eles em mãos você precisará orientar a criança a seguir o exemplo. Na separação de objetos por cores você pode utilizar tanto papeis com imagens coloridas plastificadas e com velcro como objetos em si coloridos. Ao conseguir os materiais você orienta a criança a separa-los em relação às cores. Por fim, para a atividade do Nome você precisará de uma Foto da criança e as letras que compõe o nome dela. As letras devem ser plastificadas e com velcro para a criança interagir e conseguir montar o próprio nome.

  

                             

 

Gostou do post? Pôs em prática o que te ensinamos? Comente!

Queremos agradecer especialmente ao blog Inspirados Pelo Autismo por nos inspirar e ser uma referência em relação ao tema e algumas atividades deste post.

Fontes:

https://bit.ly/2MTplcd

https://bit.ly/2MYYLP7

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *