Pedagogia especial: saiba como trabalhar com crianças extraordinárias

Aprenda como tornar-se um professor excepcional na vida de alunos especiais

A educação é imprescindível na vida. É por meio dela que nós aprendemos, de maneira teórica e prática, conhecimentos que precisarão ser aplicados nas mais variadas situações, o que a faz ocupar a merecida posição de pilar da sociedade.

A educação especial é uma vertente essencial e que precisa ser aprendida pelos profissionais que lidarão com o assunto, de modo que tenham o trato e a desenvoltura necessárias para dar às pessoas extraordinárias todo o cuidado, atenção e carinho de que precisam e merecem.

Vamos aprender qual é a importância do assunto, como lidar com ele e o que pode ser feito para aumentar a bagagem de conhecimentos da área, de modo a ser um profissional que se destaca entre os educadores especiais.

Qual é a importância da educação especial?

Muito grande. É ela que permite que os portadores de necessidades especiais possam frequentar escolas e instituições de ensino e ter um aproveitamento excelente dos conteúdos ministrados.

A finalidade do ramo é atender pessoas com deficiência, seja nas escolas regulares ou naquelas especialmente planejadas para atender a essa parcela da população, como as escolas para cegos, surdos ou portadores de deficiência intelectual.

A abordagem da educação especial varia de acordo com cada país e em alguns deles é oferecida por instituições que não se incluem no sistema regular de ensino. No Brasil, graças à Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, o ensino também é oferecido na rede pública.

A educação especial contempla a participação de profissionais de diferentes áreas, como educadores físicos, psicólogos, terapeutas, pedagogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos e terapeutas ocupacionais, além dos professores de educação especial.

O conceito de educação inclusiva vem crescendo com o passar do tempo e é um movimento que ressalta a importância do convívio de portadores de necessidades especiais com as demais crianças, o que ajuda a estabelecer uma cultura inclusiva e justa para todos desde a infância, onde é formada a base da aprendizagem.

Como trabalhar com crianças especiais?

Este é um processo gradual que precisa ser realizado pelos profissionais que desejam se especializar na educação especial e consiste nas seguintes etapas:

Fazer uma graduação em pedagogia

O primeiro passo é concluir a graduação em pedagogia tradicional, curso que tem como finalidade instruir os alunos em relação às situações que enfrentarão na área da educação e, assim, formar profissionais que atuem de maneira generalista.

Entre os assuntos abordados, encontram-se os fundamentos e a história da educação, didática, gestão, psicologia e afins, todos essenciais para conseguir proporcionar uma educação de qualidade aos alunos.

Embora a graduação tradicional traga alguns pontos da educação especial, hoje é possível realizar cursos de pedagogia com ênfase neste tipo de educação, o que ajuda em uma adaptação ainda mais tranquila.

Especializar-se em educação especial

Seja para quem concluiu a graduação em educação tradicional ou adaptada para educação especial, é fundamental realizar outros cursos na área, o que trará conhecimentos aprofundados e essenciais acerca do assunto.

Uma especialização em educação especial tem de 1 a 2 anos de duração e pode ser realizada de diferentes maneiras, como presencialmente ou através do ensino a distância (EaD), modalidade que está em constante crescimento.

Alguns dos tópicos abordados são os seguintes:

  • Teorias de aprendizagem;
  • História da educação especial e inclusiva;
  • Reflexões sobre as deficiências auditiva, visual, física e mental;
  • Preconceito em sala de aula;
  • Metodologia científica;
  • Materiais didáticos e complementares para portadores de necessidades especiais.

Além das bases do ensino que já foram formadas na graduação em pedagogia, o curso visa orientar os profissionais em uma abordagem específica para os portadores de necessidades especiais, de modo que a relação entre professor e aluno seja a melhor possível para ambas as partes.

Além da pós-graduação, também é possível realizar cursos extracurriculares na área, os quais trazem um bom panorama sobre o assunto e podem até mesmo servir como incentivo para a inscrição em um curso de especialização propriamente dito.

Dicas para educação especial

Os conhecimentos teóricos e práticos são fundamentais para saber lidar com os portadores de necessidades educacionais especiais, mas vale a pena conhecer boas dicas para este tratamento, como as seguintes:

  • Use recursos adicionais para o ensino, como a informática, com programas e aplicativos que podem estimular o aprendizado e, assim, proporcionar um melhor desempenho aos alunos.

 

  • Pense com cuidado nas formas de avaliação dos alunos especiais, com metodologias, técnicas e práticas comprovadamente eficientes para este público. As avaliações não precisam ser feitas sempre da mesma forma entre os alunos e o mesmo se aplica aos excepcionais.

 

  • Respeite a diversidade em sala de aula e incentive este mesmo comportamento por parte dos alunos, o que é positivo tanto para os portadores de necessidades especiais, que poderão ter um bom relacionamento, quanto para os demais alunos, que aprenderão a lidar com as diferenças com todo o respeito que elas merecem.

 

  • Entenda o papel que você tem como educador e o potencial de transformar a vida de seus alunos em prol de uma sociedade mais inclusiva, cujas bases são desenvolvidas desde a infância.

 

  • Alunos superdotados também precisam de uma educação especial, já que seu desenvolvimento e aprendizado ocorre de maneira diferente. Planeje estratégias que permitam a tais alunos desenvolver suas habilidades sociais e de relacionamento com eficiência.

 

  • Baseie seus esforços de ensino em materiais de qualidade comprovada voltados à educação especial, com metodologias e técnicas desenvolvidas por especialistas na área, de modo a seguir uma linha de raciocínio que já tenha sido aplicada e trazido bons resultados.

 

Se você é apaixonado por esta área e quer se tornar um profissional excepcional, coloque o aprendizado de educação especial entre os cursos de pedagogia que pretende realizar em sua carreira. Esse é um passo importante para que a sala de aula, a escola, o país e a sociedade sejam cada vez mais inclusivos.

Fonte: 

SEO Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *