Orientações para os pais sobre AVDs em jovens com transtornos comportamentais

Algo comum em todas as famílias com crianças é que os pais precisam estabelecer regras e limites para uma melhor educação. Toda criança e/ou adolescente precisa de uma referência e de um modelo de comportamento e o ambiente familiar deve ser o facilitador para o aprendizado, as atividades de vida diária realizado nesse ambiente são as mais diversas e seu filho irá aprender com você

Outro ambiente educacional é a escola, é nela que a aprendizagem diária tem continuidade e as relações sociais acontecem. Os pais devem conhecer a escola, saber se os educadores tem algum preparo para receber seus filhos e falar sobre as dificuldades que o transtorno de comportamento pode trazer.

Não existem “receitas prontas” para lidarmos com crianças e adolescentes com transtornos comportamentais, mas algumas estratégias e dicas podem ajudar na convivência, como por exemplo:

–  O planejamento é uma tarefa de difícil execução para o portador de transtornos comportamentais, auxilie-o quantas vezes for necessário, estabelecendo e criando estratégias para facilitar as tarefas diárias, por etapas, orientando-o a executá-las da forma mais simples possível. Evite pressioná-lo durante sua execução. Não é adequado utilizar frases do tipo: “pare de fazer hora”, “ande rápido” etc.

–  Dialogar e procurar estabelecer um bom vínculo com o seu filho. Olhe nos olhos e seja claro no que tem que dizer e saiba ouvi-lo com atenção. Regras e limites devem ser colocados com muita clareza e com firmeza, mas sem punições. Repita as regras quantas vezes forem necessárias, de forma objetiva. Elogiar os avanços em relação a um bom desempenho, comportamento e outros aspectos positivos é de fundamental importância para a autoestima.

Resultado de imagem para talk with son"

–  Reforços positivos e recompensas podem ser mais úteis do que punições. É necessário ter bom senso nesta hora para que isso não seja a única forma de estabelecer limites. Outras formas como o diálogo, o afeto e ensiná-lo a refletir sobre seus atos é muito importante.

Para saber mais sobre Atividades de vida diária (AVDs) continue nos acompanhando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *