Pai quebra barreiras do preconceito e aprende balé para ajudar filhas autistas.

Amor de pai é algo inexplicável, e para sabermos sobre isso precisamos notar as ações feitas pelos seus filhos. Hoje nós vamos falar sobre um pai que começou a frequentar aulas de balé para ajudar suas filhas autistas.

Joilson Santos tem 54 anos e sempre foi conhecido por ser uma pessoa “rústica”, mas ele ignorou esse lado e surpreendeu a todos ao começar aulas de balé em Feira de Santana, na Bahia.

Crédito: Marina Silva/Correio da Bahia

O motivo pelo qual ele começou a fazer as aulas de balé ofuscas todos os maus comentários que ele escuta diariamente. Dando um exemplo de paternidade, Joilson faz balé junto com suas duas filhas autistas para ajuda-las nas aulas.

Além de Joilson, sua esposa Jaqueline também acompanhas as meninas Isabelle e Iasmim nas aulas de balé. E apesar de ser o único homem na sala de aula ele não fica envergonhando e segue 100% dedicado a ajudar suas filhas.

Quando que imaginei que meu marido, bruto desse jeito, ia dançar balé?“, brincou Jaqueline, numa entrevista ao Correio 24 Horas. Esta recordou também que no início não foi fácil lidar com os comentários maldosos de que eram alvo, assim que a vizinhança tomou conhecimento desta nova actividade do marido. “Não gosto nem de falar sobre isso. Já falaram muita coisa feia para a gente”, lembra Jaqueline.

Trabalhando em obras por 28 anos como pedreiro, Joilson já se acostumou com as aulas de balé na sua rotina e gasta cerca de 30 minutos para chegar no Centro Cultural Maestro Miro, onde são realizadas as aulas de balé como método de tratamento para outras 8 crianças diagnosticadas com transtorno do espectro autista.

Gratuitas, as aulas são do Arte de Viver, sustentando pela Prefeitura de Feira de Santana e abertas a doações.

 

Fonte:

https://bit.ly/3azYMoP

https://bit.ly/2GanSwm

https://glo.bo/2GjHlut

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *