Um novo aplicativo que auxilia pessoas com autismo

O “Rede Azul” teve seu lançamento para aparelhos com sistema operacional android em dezembro de 2019 e já possui informações sobre 14 estados brasileiros. Sendo um aplicativo colaborativo, ele tem seus dados atualizados pelos próprios usuários. Quer saber mais sobre quais suas funções? Vamos te explicar nesse post.

O aplicativo é um grande banco de dados que guarda locais e serviços acessíveis à pessoas que têm o transtorno do espectro autista (TEA). Ele foi pensado por Elaine Marques, mãe de Alícia, uma menina do TEA.

crédito: Fernanda Schroeder

Elaine diz que os médicos falavam que sua filha tinha uma série de transtornos diferentes, receitavam diversos remédios e tratamentos que não a ajudavam. Então, a busca por serviços e profissionais adequados se tornou o gatilho para ela pensar no aplicativo.

O principal destaque do “Rede Azul” é a possibilidade de os próprios usuários incluírem as informações sobre locais ou profissionais bons para pessoas com autismo. Tendo a possibilidade de cadastrar: Médicos, dentistas, cabeleireiros, advogados além de locais com atendimento diferenciado, sem som ambiente em horários determinados, iluminação reduzida.

Fora a adição de locais e profissionais o feedback é essencial. O usuário pode fazer uma avaliação sobre os serviços encontrados no aplicativo para comprovar as outras pessoas.
Atualmente com 640 usuários ativos Elaine comenta que a próxima meta a ser batida é colocar selos físicos nos estabelecimentos bem avaliados.

Fonte:

https://bit.ly/2GyNh35

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *